sábado, 28 de novembro de 2009

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

A quem andar no IP2 entre Beja e Castro Verde por volta da hora do almoço:

Pela sua alminha, não seja parvo. Quando vir uma tabuleta a indicar Entradas (sim, é o nome da terra), entre mesmo. Então procure as tabuletas que indicam o restaurante A Cavalariça. Depois... Bom, depois é lá consigo, que eu nem sei bem o que lhe hei-de dizer. Só sei que há dias lá comi um cozido de grão que até me fez chorar de ternura, o estapor do granito. E migas daquelas que trazem a alma do Alentejo agarrada ao pão e aos coentros. E...
Ninguém me encomendou o sermão, não tenho comissão ou percentagem, nem conheço os donos. Isto é puro serviço público, vindo do fundo do coração. Ou do estômago, sei lá.